segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Conselheiro de Olímpia participa da VII Conferência Nacional de Assistência Social no período de 30 de novembro a 03 de Dezembro, em Brasília.



O Presidente do Conselho Municipal de Assistência Social de Olímpia, Genival Ferreira de Miranda foi delegado, representando a DRADs Barretos, juntamente com a Delegação do Estado de São Paulo na Conferência em Brasília-DF.
A cerimônia de abertura oficial da VII Conferência Nacional de Assistência Social deu inicio às 18 horas da segunda-feira dia 30, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília (DF). O primeiro dia do encontro - realizado pelo Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS), em parceria com o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) - teve a participação do ministro Patrus Ananias que, acompanhado da secretária-executiva do ministério, Arlete Sampaio, falou para o público de 2 mil pessoas, entre gestores, usuários e representantes da assistência social. Discutiram os rumos para democratizar o Sistema Único de Assistência Social (SUAS) - o qual envolve o acesso de famílias e indivíduos a serviços, projetos, programas e benefícios socioassitenciais em todo o território nacional, foi um dos objetivos do encontro, que trouxe o tema Participação e controle social no SUAS e terminou na quinta-feira dia 3 dezembro.
Antes de chegar à etapa na capital federal, houve o processo de conferências municipais e estaduais de assistência social. Neste ano, gestores, trabalhadores, representantes de órgãos governamentais e de entidades de assistência social (prestadoras de serviços, de defesa e de assessoramento), além de usuários e representantes de organizações de usuários e do Poder Legislativo, Judiciário, Ministério Público, entre outros órgãos, assim como demais conselhos de direitos e políticas públicas, estiveram reunidos durante os encontros regionais.
Entre os 2 mil participantes, cerca de 1,4 mil são delegados que têm direito a voz e voto; 280 convidados com direito a voz; 200 observadores (inscritos pela Internet); e 150 pessoas, entre conferencistas, expositores de estandes e de oficinas, relatores e pessoas que dão apoio técnico operacional.
Houve também 37 estandes para divulgação das ações que integram o SUAS. Publicações institucionais e diversos materiais destinados aos participantes que ficaram disponíveis durante os três dias de evento. Cada Estado teve um estande, assim como o Distrito Federal, com o objetivo de dar visibilidade aos serviços socioassitenciais e ações que envolvem a cultura local e a apresentação de publicações e artesanatos regionais. Além de integrantes do Ministério do Desenvolvimento Social e do CNAS, a abertura oficial da conferência contou com representantes da Frente Parlamentar em Defesa da Assistência Social e da Comissão de Seguridade Social (ambas da Câmara dos Deputados); Governo do Distrito Federal; Comissão de Assuntos Sociais do Senado; Fórum Nacional de Secretários Estaduais de Assistência Social (Fonseas); Fórum Nacional dos Conselhos Estaduais de Assistência Social (Fonaceas); Colegiado de Gestores Municipais de Assistência Social (Congemas); Federação Nacional dos Assistentes (Fenas) e Movimento Nacional de População de Rua.
Foram quatro dias de palestras, debates e votações. Um momento histórico, onde podemos traçar novos caminhos para o avanço do papel do controle social. E garantir espaços para ouvir os atores da política pública de assistência social, afirma a presidente do CMAS de Olímpia, Genival Miranda.