segunda-feira, 6 de agosto de 2012

"Gente" como a Gente

"Gente" com Gente

Tem gente que machuca os outros, tem gente que não sabe amar, têm gente que é orgulhosa e prepotente, arrogante, deselegante... Porque será???

Esse tipo de "gente" ,com os definidos predicativos, é ou se faz de "ignorante". Mal sabe, penso, que no final, igualmente, à mesma caixa ficará "gente" com gente.

Enquanto existir esse perigoso tipo de "gente"; a verdeira gente tem que ser mais inteligente para conviver com essa"gente" que de tão prepotente tentam amedrontar gente. É "vero"; é fato! Alerto: lembre-se sempre desta história ou estória:

O rato e o gato

Certo dia um rato saiu da toca para apreciar uma fanfarra que passava e tocava lindas músicas afinadas. Entretido não percebeu a presença do seu maior inimigo.Tremeu de medo e sem se acovardar pensou: para não correr, deste gato selvagem, tenho que ter coragem.Ato contínuo; o gato surpreendido mostrou suas garras afiadas até então escondidas.O rato determinado mesmo intimidado buscou coragem. Naquele dia o gato fugiu pois o ratinho reagiu.Então o felino refletiu: se o rato não tivesse medo; coragem não buscaria abominando a covardia.

Depois de tanta gente com "gente"; se eu disser, sinceramente ,a gente mente. Não sei se sou coerente ou incoerente; sei lá...daqui há pouco de tanta gente com "gente" (repito) abala a minha mente e ao invés da mangueira de boracha, no meu jardim, enxergar enorme serpente. Nossa! Estou delirante; "falante" desvairadamente.Ué! Você entendeu alguma coisa? Entendeu sim;... Pelo menos que é mais importante a gente do quê "gente". Né?

Nota: Se é nexo ou desconexo...côncavo ou convexo, independentemente do sexo; francamente, que o reflexo do complexo seja a humildade. De que adianta, a superioridade...a inferiioridade...se nada acontece por acaso e nem de acordo com a nossa vontade.Hein!?...Hein!?...

Ah! Já ia esquecendo: a melhor forma para identifcarmos o louco será quando acharmos que o outro é louco.

Autor: Luiz Augusto da Silva - Olímpia - São Paulo - 15 de maio de 2011. Fonte de inspiração: instantes de lucidez. (O primeiro parágrafo é de autoria do porfessor Genival Miranda)

>>>

Abraçãoooo...