domingo, 2 de junho de 2013

PROFESSORES DE OLÍMPIA VISITAM INHOTIM-MG



Professores da Diretoria de Ensino de Barretos participantes do curso “Olhares Nômades: Arte Contemporânea Inhotim”, aproveitaram o final de semana prolongado, nada mais oportuno para mergulharem na cultura de estado de Minas Gerais. Dentro dessa proposta, os professores de Artes de Olímpia: Genival Ferreira de Miranda, Francisca Zacharias, Márcia Benites, Márcia Inês de Oliveira, Priscila Perrone, Sheila Barato Nicoletti e Hilda Rocha, acompanhados por outros 33 professores da região e pela Professora Coordenadora do Núcleo Pedagógico de Artes Lurdinha Fabro, participaram de uma excursão ao museu Inhotim e a Belo Horizonte-MG.

O dia 31 de maio, sexta-feira, pela manhã os professores visitaram a Pompulha, tiveram a oportunidade de conhecer as curvas desenhadas por Orcar Niemayer na Igreja São Francisco de Assis, Casa do Baile, Museu de Arte da Pompulha. Na ocasião também tiveram a oportunidade de uma breve visita no estádio do Novo Mineirão conferindo os preparativos para copa do mundo 2014.
A tarde foi dedicado a Inhotim, o maior centro de arte ao ar livre da América Latina. Em visita monitorada pelos arte educadores , os professores visitaram ao Acervo de Arte Contemporânea, apreciaram obras de inestimável valor, podendo interagir com a arte, obtendo varias experiências perceptivas:sensoriais, auditivas e visuais.
No dia 01 de junho, passaram o dia em Inhotim onde conheceram principais das diversas galerias, participando de oficinas, podendo conhecer também ao Jardim Botânico, conhecerem grupos de plantas e curiosidades e algumas espécies.



O ponto alto do passeio foi o encontro com o empresário Bernardo Paz o idealizador do Instituto de arte contemporânea Inhotim, momento emocionante em que os professores puderam conversar a respeito da maravilha que é o instituto, Bernardo diz “tudo isso é de vocês”, ressalta a importância da educação para mudar o mundo e afirma que “Quando se trabalha com educação e cultura, tem que se imaginar milhares de anos. Não adianta, cultura é um processo que avança, não pode parar”. Explica.
A professora Hilda Rocha, professora de arte na escola E.E. Alzira- Olímpia, confessa que não imaginava que iria encontrar o idealizador e presidente do Instituto de Arte Bernardo Paz, ficou muito emocionada por sentir muita admiração pelo seu desempenho e dedicação nesse projeto visionário, diz.
Para o professor de Teatro Genival Miranda, conhecer o Instituto nos permitiu uma outra forma de aprender, por meio da experiência pessoal de cada um, de forma crítica, a arte contemporânea permite estimular os nossos sentidos e nos leva romper conceitos e se abrir para o novo. Fiquei surpreso com a dimensão das estratégias culturais e sociais, ressalta a existência de vários projetos acontecendo ao mesmo tempo um deles é dar acesso às crianças de baixa à arte contemporânea a as oficinas do Instituto.
Os professores também perceberam elementos que compõem o universo educacional, relembrando conhecimentos de diversos conteúdos (História, Geografia, Língua Portuguesa, Química), enfim o Instituto possui um propósito de preparar cidadãos para um futuro melhor e mais consciente.
Encerrando o passeio, em momento nas compras, os professorem puderam comprar algumas iguarias da culinária mineira como o famoso queijo mineiro. A excursão foi um sucesso, cumprindo seu objetivo de levar os professores a novas vivências e despertar o olhar para a arte, cultura e educação podendo proporcionar aulas diferenciadas para seus alunos.